quarta-feira, 26 de novembro de 2008

USOS DA TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO: ASPECTOS POSITIVOS E NEGATIVOS.

Sabemos que a evolução tecnológica é como uma bola de neve, isto é, cresce a cada dia, e a ausência desse conhecimento faz-nos distanciar gradativamente do mundo real. Mas e o adolescente? E a criança? Os pais, alunos e profissionais da área acadêmica e outros profissionais pela educação de nossas crianças, vivem hoje uma grande preocupação: a necessidade de preparo técnico devido à presença marcante da tecnologia em nossas vidas, seja nos shopping centers, nos bancos, nas residências e principalmente nas escolas. É notório o uso de novas tecnologias pelo indivíduo na organização, em que pelo fator do próprio pré-requisito, é nas escola (educação) que devemos nos preparar, isto é, é nesse momento que temos a chance de obter conhecimento e sabedoria a fim de estarmos preparados para a futura investida no mercado de trabalho. Mas quando isto pode ocorrer? Já na infância?
Seguindo alguns princípios de Piaget (1975), vemos que, por exemplo, no caso de crianças, elas devem ter um determinado tempo adequado para gozar a sua infância, ter um período ideal para entrada na escola e começar, a partir daí, a ser alfabetizada, ou seja, a criança deve alcançar e obter um certo grau mínimo de maturidade para, aí sim, se envolver com atribuições de maior responsabilidade, dando o tempo necessário para que a criança possa aprender. Existem várias críticas em relação à utilização dos computadores na escola, principalmente nos níveis da pré-escola e ensino fundamental, segundo Seltzer (1994). Para o autor, as máquinas devem ser consideradas como mero instrumento para uma porção de atividades úteis, mas que estas últimas não englobam seu uso na educação de matérias que não sejam a computação propriamente dita, pelo menos até as últimas séries do segundo grau. O autor comenta que o ensino apresenta um cenário ruim causado não pelo fator tecnológico, mas sim pelo fato de existir um inter-relacionamento humano para o qual deveria ser dada maior importância à relação aluno-professor, ou seja, para que essa relação fosse sensivelmente mais humana.
Vantagens do uso: Em experiências vividas na área acadêmica com alunos de pedagogia, verificou-se que essa é uma preocupação existente dessa classe de educadores e que as principais vantagens contatadas são: - Despertar da curiosidade; - Aumento da criatividade, principalmente nos casos de utilização no auxílio à aprendizagem de crianças deficientes; - Uma ferramenta poderosa como auxílio no aprendizado; - Produtividade maior em relação ao tempo necessário ao estudo propriamente dito;Vasto meio de busca de conteúdos

Desvantagens do uso: Com relação à experiência citada anteriormente, as principais desvantagens seriam: - A falta de preparo dos próprios educadores e educandos; - As influências negativas causadas pela utilização de técnicas relacionadas com a tecnologia (computadores); - Distração dos educandos, proporcionada pela própria ferramenta devido aos seus usos múltiplos; - A má utilização dos recursos tecnológicos.
De certa maneira, este é um cenário que, a cada dia que passa, o processo de aprendizagem aumenta, causado prontamente pelas aquisições de novos equipamentos (computadores) pelas instituições de ensino público e privado, juntamente com os incentivos de treinamentos e uso em geral pelas pessoas, dentre os quais os próprios professores e alunos.

14 comentários:

  1. Muito legal este blog!

    ResponderExcluir
  2. Não há como brigarmos com a tecnologia, ela está presente e a tendência é ficar cada vez mais acessível. Então, na minha opinião, devemos sim é mostrar desde cedo as crianças como deve ser feito o uso corrento dassa ferramenta. Para isto os professores devem passar por reciclagens para que eles mesmo saibam concientizar os alunos dos benefícios que podem ser proporcionado com o uso da tecnologia.

    ResponderExcluir
  3. Creio q o realmente a tecnologia ajuda MTO no aprendizado das crianças, mas creio que seja uma peça mal encaixada quando falamos de ser usada como prioridade para o estudo. Pois no computador existem muitas informações mas também, muitas formas de despersar o foco principal do estudante, desviando sua atenção para algo que na sua concepção é mais importante ou interessante.
    Creio que nada nunca substuirá o bom e velho livro.

    ResponderExcluir
  4. bom. Eu apoio o Lucas nessa ideia de que o computador tira o foco principalmente dos jovens e adolescentes quando o assusto é estudar.
    Pois computadores atualmente trazem às pessoas de qualquer faixa etária além de uma vasta fonte de informações, LAZER e diversão. E isso se não for controlado e educado pode acabar prejudicando os jovens na hora de estudar por meio da informática.

    ResponderExcluir
  5. Muito bom.. nada melhor do que educar nossas crianças e dar um ensino justo até mesmo, sendo um preparo para o mercado de trabalho.. Governo tem que investir mas porque o futuro do pais dependem das mesma...

    ResponderExcluir
  6. Em termos é ótimo o uso da tecnologia na educação. Mais nada substitui a experiência de aprendizagem. Não concordo com crianças e jovens estudando em casa pela internet. Mais tem que haver aquela relação tecnologia e aprendizagem prático, e voltando lembrar que não se pode colocar o computador em evidência como um unico meio de informação.

    ResponderExcluir
  7. A tecnologia deve ser usada como uma aliada na educação, mas não deve ser usada como principal fonte de informação, muito menos como a única fonte.
    A tecnologia desperta interesse, e isso deve ser explorada como um fator positivo. As crianças devem aprender a interagir com a tecnologia desde cedo, pois, a cada dia a tecnologia evolui, e a falta dessa relação com a tecnologia poderá trazer problemas graves na sua adolescência, como por exemplo, essa criança vir a se tornar um “analfabeto digital”.
    Hoje em dia a tecnologia tem substituído o professor na sala de aula, e isso é um erro gravíssimo, pois o professor é chave importantíssima na educação, e por isso não pode ser substituído.

    ResponderExcluir
  8. Utilizemos o blog para aprender mais, uma prova de que a tecnologia ajuda na educação!

    ResponderExcluir
  9. A tecnologia veio mesmo pra educar as pessoas, hoje percebemos que a cada minuto devemos está atualizados. Coisa melhor que o (EAD) ensino à distância, isso fez com que muitas pessoas realizassem o grande sonho de entrar na faculdade, levando em conta também a relação custo-tempo. Isso me faz concretizar que a educação tecnológica é 95% vantagens. Os outros 5% ficam pra desvantagens, sendo esse um percentual muito perigoso. É nele que devemos ter cuidado, pois a tecnologia usada de forma errada, pode causar atrofia educacional, deixando o usuário no mundo das coisas fúteis da internet.

    ResponderExcluir
  10. Muito interessante, pois hoje digitalmente na estamos totalmente integrados. necessitamos cada vez mais de apoio e estrutura para vencermos essa barreira.

    ResponderExcluir
  11. Alexandre de Pinho Santos.

    Nos dias atuais a importância da tecnologia na área da educação é muito discutida, mas quando falamos de educação especial ela se torna quase obrigatória, uma vez que muitas pessoas dependem desse meio para ter acesso ao aprendizado e adquirir as competências básicas que são de direito de todo cidadão. Aliar tecnologia à educação especial é garantir o direito de acesso ao conhecimento, dando ao indivíduo uma chance de mostrar seu potencial como qualquer cidadão considerado 'normal' perante a sociedade.

    ResponderExcluir